Qual é o papel do mentor em um hackathon e a sua importância6 minutos de leitura

Se você já participou de Hackathons ou alguma maratona/desafio de Inovação e acompanha nossos textos aqui no blog do Hackathon Academy, sabe que esses programas/eventos de Inovação Aberta são construídos por pessoas chaves, além dos participantes. Quem são essas pessoas? Vocês, mentores!

Você é uma peça-chave para que as equipes e mentoras possam ter (ou não) um desempenho que os faça chegar aonde desejam, no pódio e com a mudança de vida sobre os aprendizados que tiveram com você.

Nesse texto vamos falar sobre, qual é a sua função como pessoa mentora, as principais habilidades e a Mentoria acaba quando a maratona finaliza (?).
E aí, você sabe o que uma pessoa “mentora” e o que ela faz nos eventos de Inovação Aberta?

Qual é a função das pessoas mentoras em desafios/maratonas de inovação?

A definição de mentor é acompanhada da seguinte descrição: “Indivíduo experiente que guia (dá conselhos) uma outra pessoa; guia ou mestre.”
Segundo o dicionário “Dicio” essa é uma pessoa que não apenas pode ser um excelente guia para você, mas ajudar de maneira forte com insumos da própria experiência.
“Ah, então quer dizer que para ser um mentor ou mentora eu preciso ter 30, 40 anos?” Não!
Ser uma pessoa experiente não está necessariamente atrelada a sua idade, mas sim as experiências que você já pode ter vivido. Eu nunca disse a minha idade para vocês, mas tenho 22 anos e já fui mentor em alguns desafios de Inovação onde de fato pude compartilhar as minhas experiências com as pessoas. O que te gera credibilidade nem sempre é a idade ou a posição que tem, mas sim os resultados que já obteve com as suas experiências.
A principal função das pessoas mentoras em desafios de Inovação e o impacto que elas podem ter, está atrelado a junção da experiência + tomada de decisão em pequeno espaço.
Essas pessoas têm às vezes 30 minutos e no máximo 1 hora para entender o que você e sua equipe tem de desafio em mãos e uma solução que está nascendo.
Captar de maneira rápida a ideia central e os principais gaps estruturais e gerar insights valiosos para essa equipe. Um Business Plan ou um Canvas costumam ter estruturas similares, mesmo que em tamanhos diferentes e esse mentor precisa se basear em métodos práticos para esses desenvolvimentos, levando o tempo de desenvolvimento e absorção pela equipe.

As principais habilidades de uma pessoa mentora

Como trouxe acima, mentores precisam atrelar de maneira rápida a experiência + tomada de decisão para que em tempos curtos, possam ser efetivos. Mas será que é simples esse processo? Nem um pouco e para isso, é preciso ter algumas habilidades.

Pensamento crítico

O conhecimento + portfólio é algo muito importante para mentores, pois assim a identificação de um problema complexo, uma boa solução e onde estão os principais gaps a serem corrigidos, precisam ser identificados rápidos. Então seja uma pessoa que analisa uma ideia do ponto principal de partida: qual é o problema?
Com certeza você já deve ter ouvido essa fala algumas vezes, “qual é o problema?”. Mesmo que você saiba qual é ou quais são os desafios que englobam a maratona/desafio de Inovação, faça essa pergunta para a equipe, pois assim você terá um pouco mais da visão que a equipe tem e não a sua que é uma visão mais experiência (possivelmente).

Ouvir e simplificar

Esse é um grande desafio para pessoas têm um perfil júnior. Elas acreditam que as soluções robustas são as que mais importa (e não que estejam erradas), mas existem algumas questões dentro disso que precisam ser avaliadas. Mostrar para esses participantes pontos que precisam ser legados em consideração para a robustez da solução é necessário e um aprendizado que nunca mais será esquecido.

Traga pontos como:

  • Quanto tempo vocês têm?
  • É possível desenvolver em tempo hábil?
  • Quais são as principais entregas?
  • Sua equipe tem as pessoas necessárias?

Nem sempre o mentor é aquela pessoa que vai dizer o que fazer ou como fazer, mas vai elucidar e simplificar ações que podem ser simplificadas e ainda sim resolver o problema.

Capacidade de comunicação e didática

Para você que é mentor ou mentora em desafios/maratonas de inovação, precisa compreender que estará lidando com pessoas completamente diferentes de você!
Saber se comunicar e ter uma boa explicação, são coisas que podem ser diferenciais para você e claro, conseguir atrelar isso ao perfil das pessoas que estão ali para te ouvir, é o que fará total diferença. Análise se é um grupo de pessoas mais jovens, como elas se comunicam, veja como está estruturado sua equipe. Nem sempre será possível identificar como ou quem são de maneira objetiva, às vezes você precisará captar nas entre linhas.

Seja uma pessoa honesta e sincera

Por último, mas não menos importante, você precisa saber quando dizer que aquela equipe precisará pivotar uma ideia. O seu papel aqui é usar toda a sua experiência para compartilhar o que pode ser feito, como pode ser feito e como explorar o que tem de melhor na equipe para o desenvolvimento da solução. Eles podem ou não te ouvir e está tudo bem. O papel do mentor não é dizer o que deve ser feito, mas mostrar quais são possibilidades e os riscos para cada uma delas opções como em pivotar ou não pivotar.

Ser mentor e mentora é só para Hackathons?

Eu acredito que não! Assim como eu mesmo já conheci várias pessoas incríveis dentro dos Hackathons e que me impulsionaram a continuar em outros desafios e nunca parar, pude conhecer pessoas fora dessas maratonas também que me incentivaram a buscar novos desafios e ter perspectivas diferentes sobre os mesmos. Por isso, você é essa peça-chave não só nas maratonas, mas na vida. Seja uma pessoa mentora e mostre o quanto você tem para ensinar e o quanto está disposta a aprender.

O relacionamento não acaba quando aquela grande corrida de quase 36 horas terminam. O relacionamento continua e o ganha-ganha também. Por isso, convido a você para o próximo hackathon ou outro programa de open Innovation que participar mostre que está realmente disponível para continuar ajudando, auxiliando, conectando e dando o exemplo para essas pessoas de que você e elas podem mais!

Na TAIKAI gente tem vários desafios abertos esperando para você ser uma pessoa mentora. Além disso, temos a comunidade com pessoas promissoras, buscando, quem sabe, uma conexão como a sua! Vem fazer parte desse movimento que através da inovação, mudará o Brasil e o mundo.

E não se esqueça: despertar o melhor nessas pessoas é a sua missão!
Vamos nessa.

Let’s Hack 💥🚀

Matheus Carvalho
Líder na Rio Sul Valley, Maker na ErreJota, Agente InovAtiva, Embaixador no Angel Investor Club,  Community Manager no Hackathon Academy e Projects & Operations na Haze Shift.