Hackathons – Times de Alta Performance (alto desempenho)7 minutos de leitura

9Existem muitas variáveis que podem influenciar no desempenho de uma equipe durante um evento de Hackathon, você concorda?

Vamos pensar juntos, a diversidade da composição do time, dominância sobre o assunto tratado no evento, desenvoltura na comunicação, participação durante o evento, entre outros, são fatores que influenciam e que podem destacar o desempenho de uma equipe. Porém, o que muitos não prestam atenção e está presente para potencializar os resultados de uma equipe é como ela interage entre si, os ritos de time implementados naquela equipe e principalmente sua gestão de time bem executada. Esses são pontos que podem fazer total diferença no resultado da equipe, independente do assunto central do evento de Hackathon que estamos tratando, resumidamente, quando se trata de gestão de time podemos dizer que é uma peça estratégica chave para o sucesso!

Bom, agora que você sabe sobre o que nosso post vai abordar, você deve estar se perguntando se é possível criar bons hábitos de Gestão de Time em um curto período de tempo que se concentra um evento e o principal, como pode-se aplicar isso na prática. Então para te ajudar, preparei 5 passos de como podemos ter uma boa Gestão.


  1. Tenha ritos claros e objetivos com sua equipe

Em um novo modo de socialização que estamos vivendo após a pandemia, a importância da criação de ritos em uma equipe se tornou mais do que essencial para aproximar as pessoas além da tela de um computador e/ou celular.


Existem diversos tipos de ritos que podem ser criados, mas aqui vamos focar em pensar em ritos pré-evento, durante e pós-evento, ainda mais se você e sua equipe almejam participar de mais de um Hackathons.

  • Pré-evento

Pré-evento é um ponto-chave de sinergia do seu time, é ideal para adiantar alguns planejamentos que logo mais falaremos nos próximos tópicos. Aqui uma ideia que pode ser interessante é se conectar com seu time em um vídeo chamada 30 minutos antes de começar o evento para passar tópicos importantes de organização, para iniciarem o dia cheio de aprendizagens de forma energizada e principalmente em sinergia!

  • Durante 

Em um evento presencial era mais fácil estarmos nos comunicando durante um evento, concorda? 


Em eventos em formato virtual isso pode ser adaptado, utilizando, por exemplo o discord com sua equipe paralelamente a plataforma que estiver ocorrendo o Hackathon, assim vocês conseguirão convergir ideias durante o insumo de um evento e estarem também mais próximos durante o evento.

 

Para criação de ritos durante um evento, é interessante pensar em ações que façam com que o time se aproxime e também em ritos que consigam potencializar a comunicação entre vocês. Além disso, alguns ritos podem focar em fazer com que os integrantes da equipe registrem suas anotações e insights em um local compartilhado.

 

  • Pós-evento

Posteriormente uma participação de Hackathon aprendemos muitas coisas além do assunto central do evento. A troca de experiências pode ser muito rica e importante para a próxima vez que você e/ou sua equipe for participar de um próximo evento.
Que tal marcar uma call com a galera para levantar todas as lições aprendidas? Não se esqueçam de registrar esses aprendizados de alguma forma!

  1. Defina os papéis de cada pessoa em sua equipe

Quando estudamos mais a fundo a Teoria de Formação de Equipes de Bruce Tuckman nos deparamos com uma trava na fase de storming, o segundo estágio da formação da equipe, onde o que impossibilita o avanço da equipe em direção a uma alta performance é o não entendimento dos papéis.

Por isso é tão importante de se ter evidente o papel e o impacto do trabalho de cada um do time possa retornar para a equipe, até mesmo para gerarmos o senso de pertencimento em todos e consequentemente engajar a alcançar o objetivo final.

 

Para realizar a definição de papéis é interessante ser um bom ouvinte para entender os pontos fortes de cada um e encaixar o que faz mais sentido para a equipe, mas tomem cuidado para distribuir as pessoas de forma desproporcional, ou seja, nada se adianta ter 3 pessoas executando uma tarefa só e 1 pessoa executar 5 tarefas sozinho, tenham consciência disto e negociem para todos ficarem satisfeitos de alguma forma.

  1. Priorize ideias
    Em eventos como Hackathons é natural e muito bom termos um brainstorming de ideias vasto durante o evento para solucionar um problema e propor uma solução bem polida e inovadora, dependendo da pluralidade do seu time isso pode até aumentar, certo?

    Ter este aumento de ideias para implementar em nossas soluções é bom, mas se soubermos realmente usá-las ao nosso favor as filtrando para selecionar as que mais geram impacto é ótimo!

    Há diversas ferramentas de priorização de atividades e não existe uma certa para todas as pessoas, elas são adaptáveis de pessoa para pessoa, então antes de te apresentar a elas, tenha isso em mente e escolha a qual você mais se familiarizar.

 

  1. Tenha ferramentas que ajude na facilitação com sua equipe

Agora que você e sua equipe priorizaram as atividades é hora de traçar a estratégia que teu time vai seguir durante o Hackathon, colocando tudo no papel: os papéis de cada pessoa do seu time, os ritos que vocês estabeleceram juntos, como vão se organizar e principalmente a cadência de atividades de forma visual.

Algumas ferramentas conseguem te apoiar para deixar visível para você e sua equipe o caminho que vocês vão seguir, mas lembre-se: não se limite apenas nas ferramentas que conversamos aqui, existem diversas ferramentas que podem ser úteis para você, explore novas possibilidades!

  • Miro: Board colaborativo virtual. Abaixo segue alguns exemplos de como esta ferramenta pode ser utilizada, hora de deixar a criatividade fluir e usar o miro para registrar ritos do time até a estratégia da solução que sua equipe está construindo, olhando o perfil do cliente de vocês, proposta de valor, modelo de negócios, relacionamento com o cliente, entre outros.

Acesse o miro: http://www.miro.com/

  • Mural: Objetivo semelhante ao miro, sendo um board interativo que pode ser usado por diversas pessoas simultaneamente virtualmente.

Abaixo segue um exemplo de uso do mural, que além de todos citados da ferramenta miro, pode ser usado para construção do canvas do produto, por exemplo.

Acesse o mural: https://www.mural.co/

  • Trello: ideal para registrar a cadência de atividades. O Trello pode ser utilizado como um Kanban, para ter de forma clara as atividades que precisarão ser realizadas e seu fluxo de execução, definindo quais ainda precisam ser feitas, quem fará elas e o prazo.

Acesse o Trello: https://trello.com/en

  • Easel.ly

Ferramenta para construir infográficos, os quais podem ser interessantes para destacar sua apresentação de pitch, deixando as informações visualmente agradáveis e assertivas.

Acesse o Easel.ly: https://www.easel.ly/

  • GoConqr: Tem um propósito parecido com o Easel.ly, mas ao invés de dar suporte na construção de infográficos, no GoConqr é possível criar mapas mentais, fluxogramas e flashcards.

Acesse o GoConqr: https://www.goconqr.com/


Anna Flávia Alcantara

Estuda Engenharia de Bioprocessos na UTFPR. Atua como Presidente do Conselho no Núcleo Ponta Grossa e já atuou como Vice-Presidente, Diretora de Formação Empreendedora além de ter sido a primeira Presidente da Petri Empresa Júnior.
Vamos pra cima!

Let’s Hack